Definitivamente, se tornar um trader não é para qualquer um. Muitos desistem no meio do caminho, por não aguentar a pressão nem as porradas que o mercado nos dá, mas será que é possível lidar com esse sofrimento todo?

Mas será que todo o sofrimento/dificuldade é ruim?

Como falei no post anterior, sobre HESITAÇÃO, ninguém gosta de sofrer, sentir dor (seja ela de qual tipo for), ou passar por alguma situação de dificuldade, o que é óbvio (com exceção dos sadomasoquistas rs).

Porém, na minha humilde opinião, em muitos dos casos temos que passar por essas fases ruins para evoluirmos.

Não adianta pensarmos que a vida, de uma forma geral, é um arco-iris com unicórnios o tempo todo. Todos temos altos e baixos, por que isso que nos move, de certa forma.

É praticamente impossível você permanecer em um mesmo estado emocional. Um conceito budista importante é que tudo é mutável, nada é fixo e permanente.

As dificuldades sempre vão aparecer, não importa o que você faça. Logo, você deve aprender com as dificuldades, aprender com o sofrimento… O máximo que pode fazer é torcer para que os problemas sejam os menores possíveis.

Encare os sofrimento, como um rito de passagem, ou um filtro, onde quem consegue superar e aprender com ele, consegue chegar do outro lado mais forte.

Mas sofrer é necessário?

Vou exemplificar da melhor maneira possível: Se uma pessoa quer perder peso e entrar em forma, ela vai precisar “sofrer” com a dieta e com os exercícios na academia. Vai deixar de comer os doces que mais gosta, vai suar, vai cansar, vai sentir dor… e nada disso é legal… 

Por isso, muitas pessoas desistem dos planos de emagrecer de começo de ano. Não aguentam o sofrimento e desistem. Elas são fracas? Não, somente perderam o foco no objetivo.

Se você quer evoluir, não vou mentir, vai ser doloroso, sofrido e difícil, pois como mostrei no post sobre AUTOSSABOTAGEM, seu cérebro quer te manter na zona de conforto, o que torna tudo mais pesado.

Quer ser um trader? Você vai perder dinheiro, você vai estudar e estar errado milhões de vezes, você vai se sentir um fracassado, vai pensar em desistir, vai sentir dor (tanto emocional, quanto físicas em alguns casos), você vai ser indisciplinado, vai querer ver o que não existe…

Se você aprender com todo o sofrimento, com todos os erros, você vai se tornar um trader e uma pessoa mais “forte”, sem sombra de dúvidas.

Ressignificando o sofrimento

Aprenda a ressignificar essas situações. Ao invés de reclamar quando levar um stop e “se conformar”, você pode começar a pensar se ali realmente era o melhor ponto para operar, no que precisa melhorar ou começar a identificar se é um erro recorrente…

Se não fizer as perguntas certas, não encontrará as resposta, logo não evoluirá, caindo num loop de erros.

E nesse loop as situações irão se repetir, ATÉ que ou você aprenda, evolua e passe para o próximo nivel, ou desista e vá fazer outra coisa. Esses loops continuarão a existir então é melhor ir se acostumando com eles.

Enquanto nada for feito, os mesmos erros continuarão a acontecer, as vezes até da mesma forma , por que você ainda não aprendeu o que deveria…

Equilíbrio

O importante é que se mantenha um certo equilíbrio, onde você tenha clareza para não se permitir ser dominado pela emoção do momento, seja pela felicidade (se tornando uma euforia) ou pela tristeza (se tornando uma depressão).

Por exemplo, se durante uma operação você fez um ótimo trade, que te deu um gain que nunca havia conseguido antes e você se deixa levar pela euforia do momento, você pode começar a ignorar o lado racional e cometer um erro grave na próxima operação. Além do fato de criar uma memória e querer aquele resultado novamente numa próxima operação.

Ou se você se deixar levar pelos prejuízos anteriores e ficar com medo de entrar em outras operações, mesmo com o operacional GRITANDO, você vai perder oportunidades e o pior vai ser o sentimento que ficar quando você ver que a operação teria te dado lucro.

Mantendo-se em equilíbrio, você consegue voltar ao seu estado normal, mantendo a clareza de pensamento e o foco nas operações, sem criar expectativas nem preconceitos.

Um bom jeito de começar, é dando uma olhada nesse post AQUI.


Curtiu o post? Deixa aí nos comentários!

Aproveito para recomendar a leitura do livro A sutil arte de ligar o F*da-se (Clica aqui para ver), pois ele aborda esse tema de forma mais aprofundada… Vou fazer um resumo dele aqui em breve.

Quer saber mais sobre desenvolvimento pessoal e alta performance? Se inscreva no canal Patrícia Pedrozo Coach e não se esqueça de curtir nossa página no Facebook Mente de Trader

Para quem tem curtido nossas publicações, convido vocês a conhecerem um blog irreverente e descontraído de um cara Top! Acessem lá: Blog do Magrelow Trader

Ainda não leu os outros posts?! Então Clica aí:

Por que hesitamos?!

Aprendendo a usar o Stop

Riscos e Retorno

Que tipo de trader eu sou?!

Importância das Metas

Importância das Metas pt2

The following two tabs change content below.

Herick Borges

Trader Autonomo
Trader autônomo e investidor na bolsa desde 2011. Coach formado pela Sociedade Latino Americana de Coach e autodidata em assuntos relacionados a finanças pessoais, investimentos, economia e um grande entusiasta em psicologia comportamental e de alta performance voltada ao Mercado Financeiro.

Latest posts by Herick Borges (see all)