Sempre que nos encontramos em uma situação onde exista alguma pressão, existem também custos envolvidos que ficam ocultos e eles podem ser bem altos! No post de hoje, vamos falar Opcionalidade e Pressão e como eles se relacionam!

 

 

Uma questão de opcionalidade

Resultado de imagem para opçoes

Nossa vida é feita de escolhas e suas respectivas consequências e desdobramentos. Muitas vezes nós escolhemos o caminho que queremos seguir, outras vezes essa decisão é tomada por nós

Nossa reação aos resultados da nossas escolhas dependem muito de como tomamos nossas decisões. Se escolhemos ir pelo caminho A ao invés do B, e por pior que esse caminho seja ruim, nossa mente aceita mais de “boa” do que se formos “obrigados” a ir pelo caminho A ou B.

Mesmo que os resultados sejam os melhores, pelo fato de não termos decidido, “nunca será tão bom”.

É importante tentarmos nos manter sempre abertos a opcionalidade em relação as nossas decisões. Mas afinal, o que é isso?!

De forma simples, é você ter caminhos alternativos a serem percorridos, onde o que você está disposto a perder seja pouco ou insignificante e que as vantagens sejam muito superiores

 

 

Encontrando a opcionalidade no dia a dia

Para exemplificar, digamos que você foi convidado para um jantar na casa de alguns amigos, em uma sexta a noite.E nessa noite, uma banda que você goste irá tocar em algum outro lugar próximo de onde você mora.

Aqui você pode escolher, livremente entre o jantar ou o show, e independente de como seja o encontro com seus amigos ou o show, sua mente vai estar tranquila em relação a tudo o que acontecer, e aceitará melhor o “lado ruim

Porém, se adicionarmos o fator Pressão, o cenário muda um pouco, tornando a experiência mais “desagradável e custosa” (custo tanto no sentido financeiro quanto emocional).

No caso do jantar, você pode se sentir entediado e estar no jantar para agradar alguém, o que te faz ficar mais isolado por que não queria estar ali, por exemplo.

No caso do show, você pode se ver obrigado a ter que desembolsar mais dinheiro que não estava previsto, por lugares melhores, por exemplo.

 

 

Opcionalidade e pressão no Trading

Imagem relacionada

Trazendo isso para o trading, nós criamos uma pressão desnecessária de ter que operar todos os dias ou de ganhar sempre e esquecemos da principal vantagem de um Trader: A Opcionalidade de não fazer nada.

Quando estamos sob pressão, tomamos decisões erradas, pelo simples fato de querer que essa pressão passe. Assumimos custos mais altos sem pensar duas vezes (seja desde pagar mais caro por algum produto de forma geral, seja uma stop maior do que o normal)

Essa pressão desnecessária, nos faz entrar no meio do caminho, fazer operações que não existem, tornando o risco maior do que o necessário. Essa pressão é reflexo da nossa ansiedade e do EXCESSSO DE AUTOCONFIANÇA

É importante ressaltar que os traders possuem liberdade para “não trabalhar” quando não quiserem e que está tudo bem se isso acontecer.

Caso isso não esteja claro na mente do trader, ele por pressão imposta por ele mesmo (e as vezes por outras pessoas), vai fazer operações onde não deve e querer “recuperar” os resultados negativos por não aceitá-los.

Engraçado que, quando você escolhe operar, mesmo que você feche negativo, o dia ainda é muito produtivo, e seu psicológico está “de boa

 

 

Mas eu tenho que operar todos os dias, tenho contas a pagar…

Resultado de imagem para pressão no trabalho

Coloca o pé no freio dessa pressão toda aí, meu consagrado!

Todos temos coisas a pagar, porém deixar que essas pressões externas afetem sua tomada de decisão, só vai te prejudicar.

Porque você vai se EXPOR A MAIS RISCO, vai dar mais PESO AO PREJUÍZO do que deve e vai operar fora do que manda seu operacional, se tornando mais indisciplinado. Vê, só coisas “boas“…

E outra coisa importante, não tem essa de que “se deve operar todos os dias“. Se você fica incomodado em não operar então você precisar por a cabeça no lugar.

Você não é obrigado a isso. Como trader, essa escolha é sua. Se você não se sente bem, não está “confortável” ou simplesmente não quer operar naquele dia, de nada adianta forçar a barra.

Essa capacidade eleva sua alto confiança, sua fé inabalável em você mesmo e te faz voltar depois com maior tranquilidade e clareza!

Aproveite para tirar uma folga, para curtir algo que você queira, para estudar ou ler algum livro, ver um filme na Netflix, o que for. Até porque é essa capacidade de escolher o que fazer (opcionalidade) é que faz da PROFISSÃO TRADER a melhor do mundo!

 

 

Esse post, foi baseado em um dos cápitulos do livro Antifrágil, de Nassim Nicholas Taleb. Leitura que recomendo fortemente!

Muito conteúdo interessante para nós operadores do mercado financeiro, que se leva para a vida!

Curtiu o post?! Então deixa aí nos comentários o que achou! E não esqueça de compartilhar ele com outros traders para que a gente possa ajudar mais gente nesse mercado!

Antes que eu esqueça, NÃO DEIXE DE SE CADASTRAR para receber as notificações sempre que rolar um post novo aqui no Blog! Não vai querer ficar de fora, não é mesmo?!

Quer saber mais sobre desenvolvimento pessoal e alta performance? Se inscreva no canal Patrícia Pedrozo Coach e não se esqueça de curtir nossa página no Facebook Mente de Trader

Para quem tem curtido nossas publicações, convido vocês a conhecerem um blog irreverente e descontraído de um cara Top! Acessem lá: Blog do Magrelow Trader

Ainda não leu os outros posts?! Então Clica aí:

Exposição ao risco

Aluno bom e Bom aluno

Cometendo Iatrogenia no Trading

Aprendenda a ser ignorante

Os três porques

Seja Grato

Mude o que não te agrada

Cometendo excessos

The following two tabs change content below.

Herick Borges

Trader Autonomo
Trader autônomo e investidor na bolsa desde 2011. Coach formado pela Sociedade Latino Americana de Coach e autodidata em assuntos relacionados a finanças pessoais, investimentos, economia e um grande entusiasta em psicologia comportamental e de alta performance voltada ao Mercado Financeiro.

Latest posts by Herick Borges (see all)