Select Page

Momento de Reflexão de Fim de ano

Aquele momento de reflexão

Final de ano é sempre aquele momento em que paramos para refletir como nosso ano se desenrolou, se conseguimos cumprir todas as promessas feitas no ano anterior…

E a partir disso, nos projetamos e nos preparamos para o ano seguinte. Com novos sonhos, metas e planos!

Porém, antes de ir para o ano seguinte, é válido se perguntar algumas coisas muito importantes:

  • Eu alcancei todas as minhas metas nesse ano?
  • Se não, o quão perto eu cheguei dela?
  • O que eu aprendi nesse ano, que me fez evoluir e crescer?
  • Como eu posso me preparar para o ano seguinte?
  • E finalmente: O que eu quero para o próximo ano?

 

Meu muito obrigado!

 

É meus caros leitores, o ano está acabando, e na minha percepção passou até muito rápido.

Esse foi um ano de muitas mudanças na minha vida, tanto pessoal quanto profissional. Conhecei pessoas novas, desapeguei de hábitos ruins, mudei minha mentalidade, evolui como trader… Esse sim, foi um ano de mudanças!

E eu gostaria de agradecer a cada um, que ao longo desse ano, investiu seu tempo lendo os posts desse blog, que aprendeu e evoluiu junto comigo,

Espero que com os posts daqui, tenham conseguido expandir suas percepções de mercado (e quem sabe até, na vida de forma geral).

Sempre escrevi a respeito das experiências que eu tive, ou de casos que aconteceram com outros Traders, conteúdos dos livro que li… A cada post, eu tentava passar um pouco do conhecimento que eu adquiri para vocês.

Nesse ultimo post do ano, eu só quero agradecer a vocês. Muito obrigado!

E no ano que vem, voltamos, com mais conteúdos, posts polêmicos e muito mais conhecimento e reflexão para vocês!

 

 

Ser Trader: Principais caracteristicas de um Trader Alfa

Em minhas pesquisas sobre comportamento humano, me deparei com esse termo, e resolvi procurar mais informações sobre o que é ser uma pessoa do tipo Alfa, e hoje, trago as principais caracteristicas de um Trader Alfa para vocês.

 

 

Comportamento Alfa

 

Esse termo é utilizado para definir o lider de um grupo de animais. Por exemplo, em uma alcatéia, temos a figura do Lobo Alfa.

O Lobo Alfa é responsável por manter o grupo em segurança, proteger sua familia, garantir o alimento do bando, criar os filhotes, manter a ordem dentro do grupo, entre outras atividades. Devido a sua superioridade de status dentro do grupo, é geralmente desafiado por outros lobos que querem tomar seu lugar.

Algumas tribos indigenas Norte-Americanas afirmavam que os lobos e nós éramos “irmãos de alma“.

A partir das observações dos comportamento das alcatéias (e outros grupos de animais), os cientistas perceberam traços semelhantes ao comportamento humano. Em especial em individuos (homens e mulheres), que possuíam um comportamento diferenciado.

Esses individos desenvolviam o comportamento de “lideres de bando“, destacando-os da maioria, exercendo maior influência nos grupos.

 

Alfa

Os 3 primeiros são os mais velhos ou os doentes e marcam o ritmo do grupo. Eles são seguidos pelos 5 mais fortes que os defenderão em um ataque surpresa. No centro seguem os demais membros da alcateia, e no final do grupo seguem os outros 5 mais fortes que protegerão o grupo. Em último, sozinho, segue o lobo Alfa.

 

Principais caracteristicas de um Alfa

 

Uma das principais caracteristas de um Alfa é a clareza do que ele quer alcançar. Ele sabe exatamente o que quer, e faz o que for possivel para alcançar seu objetivo. Se precisar desenvolver uma habilidade nova, dormir menos, sacrificar diversão por trabalho, não importa, o Alfa fará o necessário.

Pessoas Alfas são bem diretas, o que pode causar certo incomodo em algumas pessoas mais “sensiveis“. Eles são bem objetivos e claros, não perdem tempo com rodeios. Falam o que precisa ser dito, e pronto.

Palavras sem ações não possuem significado para os Alfas. Para eles, o tempo que você perde dando explicações é o tempo que você estaria executando algo…

Alfas não perdem tempo com distrações fora de hora. Eles tem a noção de que o tempo deles é precioso demais para ser gasto com futilidades fora de hora. Logo, sabem dizer “não” na hora certa.

Assumem os riscos de tentar, sem medo de falhar. Entendem que isso faz parte do processo de aprendizado. A cada erro, eles melhoram seu desempenho, se aprimorando mais e mais.

Geralmente, se tornam o centro das atenções onde chegam, não por atributos físicos, mas por inteligencia e conhecimento. Apesar disso, possuem um circulo de amigos muito restrito.

O Alfa lida bem com a solidão (As vezes até prefere). Assim, ele não precisa lidar com a opinião alheia ou se restringir para “agradar os outros“.

Com isso, não são bons em obedecer ordens de terceiros. Gostam de viver com a sua própria liberdade. E discrição é seu forte. Os Alfas de verdade não precisam mostrar para ninguém que eles são bons em algo. Eles simplesmente são.

 

 

 

O Trader Alfa

 

10 dicas úteis Forex Trader de sucesso - Como FazerComo explicado acima, as pessoas Alfa possuem esses traços comportamentais desenvolvidos. Sabem exercer sua dominância, não através de força, mas de forma natural.

Elas aprenderam a lidar com as situações adversas, aprender com os erros e acima de tudo, sabem exatamente o que querem. E estão dispostas a pagar o preço para alcançar aquilo na vida.

O Trader que possui essas caracteristicas desenvolvidas, tem uma maior percepção de “onde ele está agora“, “onde ele quer chegar” e “O que precisa ser feito

Um Trader Alfa, não vai se importar com o que outros traders estão fazendo ou realizando, ele vai estar mais preocupado com a sua própria evolução, em seus resultados e como isso o está aproximando da sua meta.

 

 

 

Eu sou um Alfa!

 

Bem, muita gente pode ler esses comportamentos e dizer: “Ah, eu sou uma pessoa Alfa!“, mas não é bem assim…

Se você tem medo real de tentar algo e falhar, ou seja, entrar em uma operação com medo de tomar um stop, você não é um Alfa.

Se você tenta justificar por que de não ter alcançado suas metas, e não aprende com seus erros, você não é um Alfa.

Se você não está disposto a sacrificar seu tempo em prol dos seus objetivos, você não é um Alfa.

Se você não troca um prazer imediato por uma meta de longo prazo, você não é um Alfa…

Se você todas essas afirmações incomodaram você ou você refletiu de forma sincera a respeito, VOCÊ NÃO É UM ALFA!

Então, deixo aqui um recado direto para os meus semelhantes: Para de ler esse post E VAI ATRÁS DA P$#@ DAS SUAS METAS!

(Advinhem só quem é Alfa aqui…)

 

 

Curtiu o post?! Então deixa aí nos comentários o que achou! E não esqueça de compartilhar ele com outros traders para que a gente possa ajudar mais gente nesse mercado!

Antes que eu esqueça, NÃO DEIXE DE SE CADASTRAR para receber as notificações sempre que rolar um post novo aqui no Blog! Não vai querer ficar de fora, não é mesmo?!

Quer saber mais sobre desenvolvimento pessoal e alta performance? Se inscreva no canal Patrícia Pedrozo Coach e não se esqueça de curtir nossa página no Facebook Mente de Trader

Para quem usa o Instagram, só me seguir lá no @herick.borges.14

Ainda não leu os outros posts?! Então Clica aí:

O Tao do Trader

A Falácia do “Tudo Funciona”

Em resumo, mercado é Contexto e Probabilidades

Sucesso passado não garante sucesso futuro

Você sabe exatamente o que quer?!

Vou te tirar da sua Zona de Conforto

 

Ser Trader: Uma breve história sobre Reação

Nesse post, quero abordar o processo que ocorre dentro da sua mente quando você tem que lidar com um cenário completamente diferente ao que você está acostumado. Hoje quero contar a você uma breve história sobre reação.

 

 

Era uma vez…

 

Resultado de imagem para Reação

 

Imagine que você está em uma grande praça, onde haverá um evento. Muitas pessoas vão chegando e se acomodando no local, aguardando o início desse evento.

As pessoas conversam entre si, se conhecem e socializam, seja com os amigos, seja conhecendo gente nova ali mesmo.

Enfim, o evento começa. A maioria, prestando a devida atenção ao que está sendo apresentado. Alguns gostam, outros nem tanto… afinal, não dá pra agradar a todos.

Porém, em um momento, coisa de fração de segundos, ouve-se uma explosão. De repente, você se encontra no chão, muita fumaça no local, e você não consegue enxergar muita coisa a sua frente.

 

Sua primeira reação

 

De forma instintiva, sua mente ativa seu modo de autopreservação. Após o impacto, sua mente avaliará seu estado físico, para saber se não há nenhum ferimento grave, que possa levar a óbito.

Em seguida, sua mente tentará, dentro das informações limitadas a respeito do ocorrido, entender o cenário caótico no qual se encontra. Muitas vezes, é aqui que se entra em choque, e seu corpo e mente ficam paralisados.

Quem não fica em choque, a princípio, tem basicamente 3 reações: Fugir do local imediatamente, indo para algum lugar considerado seguro, reagir e lidar com o novo cenário caótico ou buscar evidencias para entender o ocorrido.

 

Quando o cérebro desperta

 

Depois da primeira reação, você fica com 3 alternativas: Fugir, lidar com novo cenário caótico ou entender a causa da situação adversa.

Fugir, não requer explicação, bem óbvio, certo?!

Se você escolhe entender a situação, sua mente focará em buscar evidências e justificativas para o ocorrido. Seja de modo visual (olhando ao redor somente) ou de modo mais “prático”, se aproximando do local onde houve a explosão e buscando os motivos que justifique o incidente.

Tentar entender a situação, faz com que você pense em algum “culpado” por aquele novo cenário, ou seja, sua mente quer saber se alguém ou alguma coisa causou aquele estado de caos. Aqui você pode cair facilmente no PROBLEMA DE NARRATIVA

Se você escolher lidar com a situação, sua mente vai focar em tentar organizar o caos a sua maneira, administrando a situação e fazendo com que haja “alguma ordem”.

Quando se escolhe lidar com o fato, sua mente ignorará o que gerou a situação, e com isso controlando suas emoções e impulsos, fazendo com que você aja de forma a dominar o ambiente e controlar a situação da melhor maneira possível.

Qual opção então devo escolher?

 

Olhando por cima, ambas têm seu valor, porém quando há uma explosão, agindo de forma prática, duvido muito que você vá querer descobrir o que ou quem a causou, certo? Ou você fugirá ou você tentará lidar com o novo cenário caótico.

Após o fato ocorrido, e da situação controlada é que se pode pensar, de forma mais clara, o que causou tudo aquilo, porém, qual a utilidade em saber o que o causou se o fato já ocorreu?

Saber o que causou não tem mais “utilidade” para lidar com a situação. Talvez (somente talvez!) sirva para lidar com uma situação igual no futuro. O que eu, particularmente duvido muito, pois ninguém se prepara para uma explosão. É um evento do tipo “Cisne Negro”.

Se duvida de mim, no próximo almoço de família, enquanto todos estiverem reunidos, sem avisar acenda uma bombinha, daquelas de festas de São João, e veja a reação de todos.

Logo, saber lidar com o cenário novo é muito mais relevante. Pois você estará dentro da situação, aprendendo na hora, sentindo todo o stress e tensão. E essa experiência é única. Não é possível repeti-la depois.

(Se você já entendeu minha ideia principal até aqui, meus parabéns!)

 

E o que isso tem a ver com o mercado?

 

Simples, troque uma explosão, por uma notícia importante no mercado. Uma verdadeira “bomba”. O resultado é o mesmo…

 

 

Curtiu o post?! Então deixa aí nos comentários o que achou! E não esqueça de compartilhar ele com outros traders para que a gente possa ajudar mais gente nesse mercado!

Antes que eu esqueça, NÃO DEIXE DE SE CADASTRAR para receber as notificações sempre que rolar um post novo aqui no Blog! Não vai querer ficar de fora, não é mesmo?!

Quer saber mais sobre desenvolvimento pessoal e alta performance? Se inscreva no canal Patrícia Pedrozo Coach e não se esqueça de curtir nossa página no Facebook Mente de Trader

Para quem usa o Instagram, só me seguir lá no @herick.borges.14

Ainda não leu os outros posts?! Então Clica aí:

O Tao do Trader

A Falácia do “Tudo Funciona”

Em resumo, mercado é Contexto e Probabilidades

Sucesso passado não garante sucesso futuro

Você sabe exatamente o que quer?!

Vou te tirar da sua Zona de Conforto

Ser Trader: O Tao do Trader

Todos nós temos um caminho a percorrer, caso queiramos nos tornar bons em alguma coisa. Não tem como escaparmos disso. Hoje, quero mostrar a vocês o Tao do Trader.

 

 

O que é Tao?

 

Para quem não conhece, Tao é uma palavra chinesa que significa “caminho“. De acordo com o Wikipedia:

“Dentro do contexto da filosofia tradicional e religião Chinesa, o Tao é o conhecimento intuitivo da “vida” que não pode ser apreendido completamente – tão somente – como um conceito, mas pode ser conhecido, no entanto, através da experiência de vida real, cotidiana.”

Todos nós temos um Tao a percorrer, e como Traders não é diferente. Todos temos metas e objetivos, e para alcançar tudo isso, temos um caminho (longo por sinal) para chegar lá.

 

 

Tao do Trader

 

Quando eu penso no caminho que percorri como Trader, vejo o quanto eu evolui nesse período. Mudei muita coisa, tanto do lado profissional, quanto do lado pessoal.

O Mercado tem disso, de mexer com todas as áreas da nossa vida, e nem nos damos conta.

Cada Trader vai ter um caminho a seguir, individualmente. Afinal, cada um tem um objetivo no mercado.

Porém, existem algumas coisas que são comuns a todos nós. Alguns pontos em que, se queremos evoluir no nosso caminho, precisamos dar a devida atenção. Esses pontos servem como “marcadores” no seu caminho.

 

Resultado de imagem para caminho

 

 

Saiba exatamente onde você quer chegar.

 

Esse é o principal! Se você não souber exatamente onde você quer chegar, você não vai saber qual caminho percorrer.

É muito importante ter uma meta clara, com prazos e muito bem estruturada, para que você possa medir o quanto você está ou não se aproximando dela.

A “meta” de alguns pode ser ganhar dinheiro, ter liberdade, não ter chefe, enfim, muitas coisas… Mas isso são sonhos, e não metas. Quando se estipula sua meta, ao alcançá-la, você estará mais próximo do seu sonho.

Logo, para alcançar um sonho, você pode ter várias metas intermediárias, te forçando constantemente a sair da zona de conforto e ir atrás dos seus objetivos.

Esse já é um bom começo para sua jornada, além de não deixar você desanimar no meio do caminho!

Se você ainda não sabe o que quer exatamente, leia: VOCÊ SABE EXATAMENTE O QUE QUER?!

 

Imagem relacionada

 

 

 

Disciplina para se manter no caminho

 

Talvez essa seja a coisa mais difícil para um Trader: Se manter no caminho correto.

Muitos fatores, as vezes fora do nosso controle, nos faz desviar dos nossos objetivos. Sejam esses motivos, internos ou externos, temos que desenvolver nossa disciplina para voltarmos ao caminho certo.

Por que disciplina e não resiliência? Simples, por que disciplina te mantêm na direção correta, mesmo nas piores situações possíveis. Ou seja, te mantém em ação, movimento, mesmo com tudo desmoronando.

Na minha opinião, essa deve ser a primeira meta de um Trader: Ser disciplinado!

Se você tem dificuldade com disciplina, leia:A DISCIPLINA DE UM TRADER (E leia também a parte PRÁTICA)

 

Imagem relacionada

 

Saiba a quem se comparar

 

Aqui é onde muitos, mas muitos Traders falham. Muitos não desenvolvem os dois pontos que mencionei antes e se guiam pelos resultados dos outros.

Se comparam ao “coleguinha do lado“, querendo fazer as mesas coisas, e perdem o foco neles mesmos. Depois, reclamam do quanto eles não são bons, ou que o Mercado não é para eles…

Entenda: Eu não sou igual a você, nem você é igual a mim. Você tem metas, objetivos e uma visão de mundo diferente da minha.

Com isso em mente, como podemos nos comparar?

Ah, mas o Trader tal, faz X Mil reais por dia e eu não faço!“, “O Trader tal boleta com Y contratos e eu não…“, ” O Trader fulano se tornou ‘consistente’ em 3 meses e eu to aqui a 6, e até agora só perco dinheiro…

Quando ouço isso, a primeira coisa que me vem a mente é: F#$@M-SE ELES! Somos diferentes em inúmeros fatores!

Não me importa se outro Trader, fez 100 vezes mais dinheiro que eu no ultimo pregão, não estou em uma competição com outros Traders!

A competição é sempre comigo mesmo! Hoje EU tenho que ser melhor do EU fui ontem. Amanhã, serei melhor do que EU fui hoje!

Nunca tentar ser melhor que outra pessoa. Entenda que VOCÊ NÃO É ESPECIAL.

Se você estiver sempre se comparando com outras pessoas, você sempre estará se desviando do SEU caminho.

 

Resultado de imagem para se olhar no espelho

 

 

E nunca se esqueça de olhar o caminho que você já trilhou

 

Vejo muitos Traders que dizem que não estão evoluindo, que não estão caminhando pra frente, que estão empacados! Que sentem que não estão saindo do lugar nunca!

Eles estão tão preocupados e apressados em alcançar as metas logo que esquecem de aproveitar e aprender pelo caminho.

Afinal, você só vai chegar lá se prestar atenção por onde você anda. Não existe um mapa com um caminho desenhado. (tá achando que é essa janta toda aí?! )

Por isso, é muito importante, sempre que sentir que não está evoluindo parar e pensar em tudo o que você já trilhou e alcançou.

Onde você estava antes e onde você está agora? O que você aprendeu nesse tempo? Quais habilidades você desenvolveu?

Essas são algumas das perguntas que você pode fazer a você mesmo para saber o quanto você evoluiu!

SAIBA QUEM VOCÊ É e onde quer chegar, e durante o percurso mantenha-se disciplinado e veja o quanto você já se desenvolveu… Você vai se surpreender!

 

Resultado de imagem para Olhar pra tras

 

 

Curtiu o post?! Então deixa aí nos comentários o que achou! E não esqueça de compartilhar ele com outros traders para que a gente possa ajudar mais gente nesse mercado!

Antes que eu esqueça, NÃO DEIXE DE SE CADASTRAR para receber as notificações sempre que rolar um post novo aqui no Blog! Não vai querer ficar de fora, não é mesmo?!

Quer saber mais sobre desenvolvimento pessoal e alta performance? Se inscreva no canal Patrícia Pedrozo Coach e não se esqueça de curtir nossa página no Facebook Mente de Trader

Para quem usa o Instagram, só me seguir lá no @herick.borges.14

Ainda não leu os outros posts?! Então Clica aí:

A Falácia do “Tudo Funciona”

Em resumo, mercado é Contexto e Probabilidades

Sucesso passado não garante sucesso futuro

Você sabe exatamente o que quer?!

Vou te tirar da sua Zona de Conforto

A Confiança do Profissional

Ser Trader: Saiba assumir riscos

A principal característica da profissão de Trader é saber como ligar e gerenciar os riscos que o mercado possui. Então, no post de hoje, vamos falar de alguns pontos para que você saiba assumir riscos de forma consciente.

 

 

 

O que é Risco, afinal?

 

Resultado de imagem para Teimosia House

 

Quando ouvimos a palavra “Risco“, nosso cérebro de forma automática, associa como algo ruim, algo que pode nos causar mal. Isso ocorre por que essa palavra é, em geral, usada em situações negativas, como por exemplo “Risco de morte“.

Risco nada mais é do que a probabilidade de ocorrência de um evento, sem juízo de valor, ou seja, pode ser um evento benéfico ou não. Esse evento pode ser algo a nível individual, afetando somente a você, ou algo mais macro.

Logo, é importante entender o significado da palavra “Risco” para que esse conceito seja melhor entendido por você. Como disse antes, é normal associarmos a algo ruim, e por isso tendemos a evitar pensar ou até processar esse tipo de informação.

E só para constar, o risco está presente em nossas vidas o tempo todo, e nem percebemos. E por isso, muita das vezes agimos por impulso, sem pensar nas consequências e o resultado… nem sempre são dos melhores…

 

 

 

Diferença entre Riscos

 

Para nós, como seres humanos, saber tomar decisões é primordial para nossa sobrevivência. Era assim antes e vai continuar sendo assim até o final da nossa espécie.

Saber tomar decisões de forma correta, foi o que permitiu que os genes fossem passados adiante. Meio que quem não soube escolher e avaliar corretamente os riscos, ficou pra trás…

Hoje em dia, não temos que nos preocupar mais com coisas do tipo “Esse alimento é venenoso?” ou “Esse animal é perigoso?“, pois já temos uma vasta experiência do que podemos ou não fazer, embasando nossa tomada de decisão sobre o que é bom ou não para nós.

Porém, ainda hoje existem riscos que temos que parar para pensar se valem ou não a pena serem assumidos.

No mercado, temos essas respostas em tempo real, e logo você sabe se tomou uma decisão de forma assertiva, assumindo um risco de forma benéfica a você.

Sabendo diferenciar Riscos “Bons” e Riscos “Ruins”, você consegue se manter vivo e “passar seus genes adiante“.

 

Imagem relacionada

 

 

Riscos “Bons” e Riscos “Ruins”

 

Já escrevi dois posts aqui no blog, em que abordei dois termos (que particularmente julgo) muito importantes: ANTIFRÁGIL e EXPOSIÇÃO AO RISCO, sobre efeitos de Linearidade e Não-Linearidade.

Mesmo quem começou no mercado ontem, ouve a sábia frase: “Quando perder, perca pouco. Quando ganhar, ganhe muito!“. Porém, o que muita gente não entende é justamente o que é o “perder pouco” (e em muitos casos fazem justamente o oposto…).

Como mencionei no inicio do post, risco não faz juízo de valor, logo quando falo de Risco “Bom” e “Ruim”, estou perguntando: O que eu tenho a perder?

Essa é a pergunta que poucos (QUASE NENHUM!) Traders fazem. Não digo somente em termos financeiros, mas também em termos psicológicos.

Quando assumimos um Risco “Bom”, estamos assumindo um perda pequena seja ela uma pequena quantia de dinheiro, um pouco do nosso tempo, ou até mesmo deixar de comer um doce nesse momento, visando um ganho muito maior, as vezes exponencialmente maior.

Se colocarmos em um gráfico, você terá uma curva convexa, onde sua “perda” é pequena e seus “ganhos” são exponenciais.

Quando assumimos um Risco “Ruim”, estamos muita das vezes nos colocando em perigo e assumindo um risco muitas vezes fatal, seja na para nossa vida pessoal ou como Trader.

Um belo exemplo de assumir um Risco “Ruim” é você aumentar sua mão, no meio do pregão, sem justificativa plausível, e o principal motivo disso foi por que “você quis“. Nesse momento, você assume uma perda maior do que o seu gerenciamento de risco permite.

Nessa, você arrisca além de seu dinheiro, seu estado mental, possivelmente entrando em Espiral Descendente (Vulgo Dia de Idiota, ops, Fúria…)

De forma gráfica, você tem o extremo oposto, ou seja, uma curva concava.

(Para exemplo dessas curvas, vejam o Post sobre EXPOSIÇÃO AO RISCO)

 

 

 

Como posso melhorar isso?

 

Resultado de imagem para Riscos

 

Não sendo idiota, seria a primeira coisa. E em segundo seria se perguntar: O que eu perco se eu fizer isso?

Ao se perguntar, você começa a pensar em todas as possibilidades de perda que você terá, fazendo com que sua mente já se “acostume” com essas perdas e fazendo você pensar se vale a pena ou não continuar.

Caso você perceba que o que você vai perder está dentro dos seus limites aceitáveis, você se faz uma segunda pergunta: O que eu ganho se eu fizer isso?

Assim, você começará a listar os possíveis resultados positivos dessa decisão. Obviamente, se o que você tem a perder for muito pouco em relação ao que você pode ganhar, a resposta fica óbvia!

E agora, sabendo disso tudo, Como você pode pôr em prática, hoje ainda, essas dicas?

 

 

Curtiu o post?! Então deixa aí nos comentários o que achou! E não esqueça de compartilhar ele com outros traders para que a gente possa ajudar mais gente nesse mercado!

Antes que eu esqueça, NÃO DEIXE DE SE CADASTRAR para receber as notificações sempre que rolar um post novo aqui no Blog! Não vai querer ficar de fora, não é mesmo?!

Quer saber mais sobre desenvolvimento pessoal e alta performance? Se inscreva no canal Patrícia Pedrozo Coach e não se esqueça de curtir nossa página no Facebook Mente de Trader

Para quem usa o Instagram, só me seguir lá no @herick.borges.14

Ainda não leu os outros posts?! Então Clica aí:

A Falácia do “Tudo Funciona”

Em resumo, mercado é Contexto e Probabilidades

Sucesso passado não garante sucesso futuro

Você sabe exatamente o que quer?!

Vou te tirar da sua Zona de Conforto

A Confiança do Profissional